A Microsoft testa novos desenvolvimentos para grandes empresas com racks e soluções de refrigeração da Rittal. "A maior eficiência energética é uma dádiva para o meu orçamento", afirma satisfeito Michael Dillon do EEC da Microsoft.

Para fornecer aos seus clientes a possibilidade de testar o novo software antes da aplicação do produto, a Microsoft estabeleceu um centro de processamento de dados próprio na sua sede em Redmond. No Enterprise Engineering Center (EEC) são simulados, em mais de 700 servidores, os ambientes de TI de grandes empresas para que estas não encontrem surpresas na implementação de produtos da próxima geração. Em uma ampliação do laboratório de testes concluída em 2009, o produtor de software pode agora apresentar de forma mais precisa o impacto de migrações no consumo de energia. Para tal, a Microsoft utiliza a infraestrutura TI da Rittal.

O Validation Center do EEC inclui mais de 700 servidores, uma capacidade de memória de mais de três petabytes e uma matriz de comutação (switching fabric) central com mais de vinte terabytes. Os clientes de empresas da Microsoft podem simular aqui os seus ambientes de produção e testar as versões preliminares do novo software em condições de operação. Para melhorar as possibilidades de teste do laboratório, a Microsoft concluiu uma ampliação em 2009. O seu núcleo é composto por 38 racks de servidor TS 8 e 15 sistemas High Density com base em racks LCP Plus (Liquid Cooling Package) da Rittal.

Os armários de servidores TS 8 e os Liquid Cooling Packages adaptam-se particularmente aos centros modernos de processamento High Density, nos quais os servidores blades trazem cada vez mais carga e calor dissipado para os armários de servidores. O sistema TS 8 modular está assim projetado para um peso de até 1.600 kg. Em contraste com os sistemas de climatização com ar de circulação, que fornecem ar frio às salas de centro de processamento de dados na sua totalidade, os LCP são montados diretamente de forma modular nos racks e sopram o ar frio de modo direcionado para a frente dos servidores. Assim, o sistema Rittal dissipa cargas de calor muito elevadas e reduz em até 40% o consumo de energia para a climatização.

"Com o sistema de refrigeração LCP Plus da Rittal são atendidos dois critérios importantes para o EEC", explica Michael Dillon do EEC da Microsoft . "Em primeiro lugar, a refrigeração é integrada em um ambiente fechado. Isto nos possibilita monitorá-la de forma muito mais direcionada e assim desenvolver soluções ainda mais eficientes ao nível energético para o futuro. Em segundo lugar, esta solução é mais móvel e flexível do que a dos centros de processamento que eram anteriormente refrigerados de forma centralizada. "Além disto, acrescenta Dillon, "uma maior eficiência energética é uma dádiva para o meu orçamento."