Downloads Texto para a imprensa (Download) Figura
O Prof. Dr.-Ing. Günter Ackermann do "Institut für Elektrische Energiesysteme und Automation" (Instituto de sistemas de energia elétrica e automação) da Universidade Técnica de Hamburgo-Harburg foi um dos palestrantes de topo do 3º dia do ramo da Rittal "Schiff & See" em Hamburgo.

2012-05-29. No terceiro dia do ramo da Rittal "Schiff & See", no dia 10 de maio de 2012 em Hamburgo, os especialistas informaram-se sobre a distribuição segura de energia em aplicações marítimas. Entre os palestrantes estavam representantes conceituados da "Verband Deutscher Maschinen- und Anlagenbau" (VDMA - Associação alemã de construção de maquinaria e instalações), da Universidade Técnica de Hamburgo-Harburg (TUHH), Phoenix Testlab, Besecke, Eplan e Rittal. Participantes do evento profissional no navio-museu "Cap San Diego" foram pessoas dedicadas ao desenvolvimento, responsáveis pelo projeto e pelas compras de estaleiros e fornecedores de construção naval.

A distribuição de energia em aplicações marítimas encontra-se em uma forte mudança. Particularmente, a complexidade crescente de navios e plataformas para parques eólicos de offshore planejados traz novos desafios tecnológicos. Mesmo o tema segurança está aqui no centro das atenções: A distribuição de energia de navios e plataformas de offshore deve ser garantida a cada momento.

Para se informar sobre o tema desenvolvimentos atuais e tendências, aproximadamente 50 participantes aproveitam do ramo marítimo, no dia 10 de maio de 2012, o 3º dia do ramo da Rittal "Schiff & See" em Hamburgo. Hauke Schlegel da VDMA "Schiffbau- und Offshore-Zulieferindustrie" (indústria da construção naval e offshore) apresentou o estado atual e as perspectivas dos mercados de navegação e construção naval. Embora o ponto principal da construção naval tenha se deslocado para o Extremo Oriente, de acordo com os especialistas, a Alemanha e outros países da Europa Central liderariam a tabela classificativa dos países fornecedores. O Prof. Dr.-Ing. Günter Ackermann do "Institut für Elektrische Energiesysteme und Automation" (Instituto de sistemas de energia elétrica e automação) da Universidade Técnica de Hamburgo-Harburg acentuava que cresceram significativamente os rendimentos elétricos das máquinas desde 1995 nos navios de passageiros. Assim, disponibiliza por exemplo a "Celebrity Solstice" mais de 67,2 megawatt de rendimento da máquina. A procura de instalações de média e baixa tensão em navios cresce permanentemente, o que indica uma tendência para fornecimentos de energia descentralizados e conexões a terra durante o tempo de permanência no porto.

Dietmar Frei, da Phönix Testlab, deu uma visão geral abrangente sobre quais as exigências das sociedades de classificação na distribuição de energia. Deu explicações sobre testes de EMC e ecológicos para uma autorização de classe e alterações significativas da IACS (International Association of classification societies Ltd.) E10. Henry Fischer da Besecke elucidou como os mais modernos registros de energia e avaliações em megaiates e navios cruzeiros se manifestam.

Uma perspectiva interessante sobre as estratégias atuais e soluções para a transferência de energia na área de offshore foi dada por Thomas Kreter, consultor de sistemas da Rittal, no exemplo do projeto "HelWin2", de uma conexão de rede para o planejado parque eólico offshore do Mar do Norte Windpark Amrumbank West. Aí se aplicam as instalações Ri4Power da Rittal para a distribuição de energia nas plataformas de alta tensão e de corrente contínua. Jan Fleming da Eplan e Claus Trapp da Rittal acentuaram quais as vantagens que os construtores de instalações e controladores oferecem através da utilização de ferramentas eficientes de software e planejamento. O que exige a nova norma IEC 61439-1/-2 para instalações de distribuição de baixa tensão de fabricantes de instalações de distribuição, explicou Michael Schell, diretor do Gerenciamento de Produto Power Distribution da Rittal. Em um painel final de discussão que foi conduzido por Wilfried Braun, Rittal, os palestrantes responderam as perguntas detalhadas dos participantes da especialidade.