Lista de favoritos

Rittal a Reflorestar Portugal

2019-02-22. A Rittal Portugal começou o ano a combater os efeitos dos incêndios devastadores vividos no Município de Vouzela em 2017, através da eliminação das espécies infestantes e restituição da floresta nativa, contribuindo para a sustentabilidade da biodiversidade das espécies vegetais autóctones do Monte da Senhora do Castelo.

Os colaboradores da Rittal Portugal trocaram o material de escritório pela enxada, pelas luvas e pelas botas de borracha, e nem as temperaturas negativas os impediram de cumprir a sua missão de reflorestar um dos locais mais fortemente afetados pelos incêndios, com uma área de cerca de 85% da floresta do concelho de Vouzela completamente queimada.

Após um breve briefing sobre a importância das florestas autóctones na proteção contra os incêndios, os colaboradores estavam prontos para pôr mãos à obra e iniciar a primeira fase da atividade que consistiu no arranque, com raiz, das espécies infestantes e responsáveis pela propagação e alimentação dos incêndios, como por exemplo os eucaliptos e austrálias, e a manutenção e tratamento das plantas autóctones já existentes e em fase de crescimento. Recorrendo à junção de forças e ao trabalho em equipa, o trabalho foi realizado continuamente de forma rápida e eficaz, mesmo sob um terreno ingreme e repleto de obstáculos característicos do Monte.

O Monte da Senhora do Castelo está localizado a aproximadamente 520m de altitude, destacando-se no contexto natural do concelho de Vouzela e sendo considerado por muitos como o mais belo miradouro da Beira Alta, o que faz dele uma mais valia do ponto de vista turístico, e uma referência para a população local.

A segunda e última fase de reflorestação consistiu na plantação de novas árvores, Carvalho, Bétula, Faia, Ácer e Sobreiro. Estas espécies foram escolhidas propositadamente para reconstruir a floresta autóctone, que, por ser constituída por diferentes espécies gera descontinuidade de combustível diminuindo a propagação de incêndios e ainda potencia a taxa de sobrevivência e a biodiversidade. Em cada árvore plantada ficou a sensação de dever cumprido e a certeza de estarmos a contribuir para um mundo melhor.

Todos os anos a Rittal Portugal realiza um “Kick Off meeting”com o objetivo de fazer um balanço do ano anterior e planear as atividades e projetos para o futuro. Mas como podemos planear o futuro da empresa sem cuidarmos primeiro do nosso próprio futuro?

A Rittal pretende desta forma, chamar a atenção de todas as pessoas e empresas, para que se juntem a nós na criação de um movimento de permanente construção de uma nova floresta e de um novo país, mais sustentável, mais responsável e mais saudável.

Por outro lado, a equipa da Rittal sentiu-se muito orgulhosa pelo pequeno/grande contributo dado, apesar do enorme esforço físico, mas com uma energia capaz de mover montanhas.

Esta, é uma ação de Responsabilidade Social que em muito contribuiu para reforçar os laços entre colegas e ao mesmo tempo servir de exemplo e motivação para os outros.

Juntem-se a nós… vamos Reflorestar Portugal!