Lista de favoritos

Economize dióxido de carbono e siga as regras com a Rittal

2019-11-14. A partir de 01 de janeiro de 2020, haverá proibições na utilização de certos refrigerantes, bem como novos regulamentos e regras sobre operação, manutenção e etiquetagem de estruturas de climatização. A Rittal tem as respostas para as questões dos utilizadores sobre o que fazer agora. Graças à consultoria personalizada e serviço 360º, os operadores podem ajustar as suas instalações para o futuro, atender aos requisitos do regulamento de gases F e melhorar a sua eficiência energética.

A redução de gases fluorados com efeito de estufa é uma questão altamente atual que afeta os utilizadores e instaladores de sistemas de refrigeração, como fabricantes de automóveis. Gases fluorados com efeito de estufa (gases F) são usados como refrigerantes em unidades de refrigeração e sistemas de climatização. No futuro, a emissão destas substancias nocivas (tanto como resultado da substituição direcionada ou através do uso de tecnologias alternativas) terá que ser reduzida para limitar o impacto no aquecimento global. O Regulamento da UE n. 517/2014 sobre gases fluorados com efeito estufa (regulamento de gases F) que está ativo desde 1 de janeiro de 2015, pretende ajudar a reduzir as emissões industriais em 70% até 2030, comparado com os níveis de 1990. Especificamente, as emissões de gases fluorados com efeito de estufa (gases F) na UE precisarão de ser reduzidas ao equivalente a 70 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2e) para 35 milhões de toneladas de CO2e em 2030.

A partir de 1 de janeiro de 2020, isto significará proibições. sobre a utilização de refrigerantes com um GWP maior que 2.500, bem como, novos e alterados regulamentos sobre manutenção, serviços, verificação de vazamentos, certificação, descarte e etiquetagem dos equipamentos de climatização em questão.

A Rittal fornece assistência personalizada

Devido à proibição do uso de gases F e à comercialização de produtos que os contenham, as empresas questionam-se sobre quais as unidades de climatização que ainda poderão usar após 2020. As fábricas, a equipa de manutenção e os gestores energéticos podem confiar no facto de a Rittal ter projetado as suas soluções de controlo climático de acordo com o regulamento dos gases F durante anos, para que não seja necessário tomar nenhuma ação adicional. Como parceira de serviço, a Rittal também fornece aconselhamento a todos os utilizadores do sistema de climatização - incluindo os que não são clientes: desde a determinação da condição real de um sistema, cálculo da sua eficiência, elaboração de uma recomendação de ação e determinação do potencial de economia, configuração e comissionamento de um sistema. Com um novo sistema (incluindo um contrato de manutenção) para substituir equipamentos antigos, a Rittal apoia, ainda, os operários com assistência personalizada para superar os obstáculos dos regulamentos e requisitos de eficiência. Os clientes beneficiam da transparência de custos, técnicos de serviço qualificados e extensões de garantia.

Proteger o meio ambiente

O regulamento da UE concentra-se na limitação gradual de quantidades de gases F, a fim de proteger o meio ambiente. Consequentemente, todos os operadores da indústria e utilizadores finais devem mudar gradualmente para refrigerantes com um valor mais baixo de GWP (potencial de aquecimento global). Como serão as unidades de climatização no futuro, dependerá, entre outras coisas, do refrigerante usado. As unidades de climatização e refrigeração de armários da Rittal não são afetadas por estas proibições, porque operam com um ciclo de refrigeração hermeticamente fechado e porque funcionam com refrigerante aprovado. A Rittal fornece informações detalhadas sobre a regulamentação de gases F (UE) 517/2014 no seguinte link: https://bit.ly/2KwklLH.

A calculadora F-gás da Rittal fornece clareza

Com o início da regulamentação dos gases F, os operadores de equipamentos de climatização com uma quantidade definida de refrigerante serão obrigados a realizar testes regulares de vazamento. Os instaladores podem determinar facilmente até que ponto um sistema existente é afetado pelas consequências da regulamentação dos gases F utilizando a calculadora R-G de gás F. Esta ferramenta on-line calcula o valor do GWP e o equivalente em dióxido de carbono com base no tipo de refrigerante selecionado e na quantidade de refrigerante utilizada. O equivalente de dióxido de carbono determina a ação que o operador deverá executar para cumprir com o regulamento.

Veja como a calculadora de gás F da Rittal funciona: https://www.rittal.com/de_de/f-gase/rechner.php?lang=pt

Todos os parâmetros do sistema (como mostrado na placa de identificação), bem como o tipo de refrigerante e a quantidade inserida por circuito são considerados nos cálculos. O resultado é a equivalência do sistema em dióxido. A admissibilidade da reposição de refrigerante em caso de vazamento, bem como conselhos práticos para a operação do sistema também são mostrados.

Subvenções e / ou subsídios adicionais

Os períodos de amortização do investimento são sempre um critério que as empresas necessitam levar em consideração. Além das possíveis poupanças, substituindo os sistemas de controlo climático mais antigos por uma tecnologia nova e eficiente, o período de retorno também pode ser reduzido, beneficiando-se de doações e / ou subsídios. O Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha (BMU), por exemplo, está a promover e a iniciar projetos de proteção climática em todo o país através da sua Iniciativa Nacional pelo Clima (NKI). Quando se trata de eficiência e redução de gases de efeito estufa, está a ser fornecido financiamento para apoiar os operadores do sistema. O objetivo é aumentar a eficiência energética, reduzir a necessidade de refrigeração e reduzir as emissões de gases fluorados com efeito de estufa no setor da tecnologia de climatização. Portanto, os operadores descobrirão que podem beneficiar de subsídios da BMU ou do Escritório Federal Alemão de Economia e Controlo de Exportação (BAFA) ao substituir as unidades de climatização de armário. O equipamento e as atividades especificamente subsidiadas serão pesquisados e verificados caso a caso. Uma empresa especializada em fazer pedidos de financiamento apoia os operadores em todas as etapas necessárias e verifica se a mesma medida de investimento pode ser acumulada com outros programas de financiamento.